Jovem de São José se prepara para a Jornada Mundial da Juventude

Estudante do Centro Social Marista São José estará no evento que ocorre na Cidade do Panamá

0
357
Paloma Aparecida Varela

Aos 17 anos, a adolescente Paloma Aparecida Varela, moradora da cidade de São José, na Região Metropolitana de Florianópolis, aguarda ansiosa pelo momento em que está perto do Papa Francisco. Ela é uma dos milhares de jovens que estará na Jornada Mundial da Juventude de 2019, evento que ocorre entre os dias 22 e 27 de janeiro na Cidade do Panamá, na América Central.

A JMJ é um encontro de jovens de todo o mundo com o Papa, em um ambiente festivo, religioso e cultural. O evento mostra o dinamismo da Igreja Católica e dá testemunho da atualidade da mensagem de Jesus. O objetivo é favorecer o encontro com Cristo, além de promover a paz, a unidade e a fraternidade dos povos e das nações por meio da juventude, além de desenvolver processos de nova evangelização destinada aos jovens. A última JMJ foi realizada na Polônia, em 2016. No ano de 2013, o Brasil teve a oportunidade de sediar o evento, no Rio de Janeiro.

Expectativa

Para a jovem, que é estudante do Centro Educacional Marista São José, participar da Jornada Mundial da Juventude é a realização de um sonho. “Tenho muitas expectativas. Viajar para o exterior é algo que nunca aconteceu comigo. Além disso, no encontro com outros jovens poderei ampliar meus conhecimentos na religião e trocar experiências”, conta.

A jovem confessa que sente um pouco de nervosismo com a aproximação da data do evento, por considerar a oportunidade uma “grande responsabilidade”. “Mas sei que tenho uma missão forte enquanto jovem Marista e estou me preparando muito para poder falar e conhecer os jovens de cada lugar e depois transmitir a minha experiência aqui na cidade”, comenta.

Quando soube que havia sido escolhida para participar da JMJ 2019, Paloma iniciou sua preparação. Para arrecadar o dinheiro necessário, vendeu cachorro quente e doces no bairro em que estuda. “O pessoal do Centro Educacional Marista São José, onde estudo, me ajudou bastante, me indicando o que eu tinha que fazer. O pessoal da Pastoral Juvenil Marista me ajudou a organizar a venda de cachorro quente para o nosso bairro”, explica. Sobre a chance de estar perto do Papa Francisco, a jovem diz que fica “sem palavras”. “Eu fico assistindo na TV e na internet e imaginando como poder pessoalmente”, comenta.

Escolha dos jovens

Paloma e outros jovens Maristas que vão para a JMJ 2019 passaram por algumas etapas para serem escolhidos como representantes de suas comunidades, escolas e municípios, conforme explica Ana Carolina Dias, da área de Identidade e Missão da Província Marista Brasil CentroSul. Todos os jovens são de unidades sociais, instituições que oferecem atendimento gratuito a crianças e adolescente de áreas de vulnerabilidade social. “Foi realizado um processo que garantisse representatividade geográfica e também a participação de jovens comprometidos com a pastoral da sua Unidade. A escolha efetiva dos participantes foi feita pelos próprios jovens das Unidades Sociais”, explica.

Ana considera esta experiência uma oportunidade única para toda a vida dos jovens que participam, por ser uma experiencia de encontro com outras culturas, além do amadurecimento na fé e na comunhão com a Igreja. “Estar em contato com o Universo que este encontro possibilita nos gera um grande crescimento e oportunidades de vida. Mas com isso, ganhamos também o compromisso de nos comprometer, cada vez mais, com aquilo que nós é ofertado. Ao retornarem, estes jovens serão vistos como multiplicadores das graças vividas no Panamá”.