Prefeita Adeliana e lojistas debatem o início da Zona Azul em São José

Encontro foi realizado no auditório da Aemflo CDL-SJ e reuniu cerca de 50 pessoas

0
310

Representantes da Prefeitura de São José, da Associação Empresarial da Região Metropolitana de Florianópolis (Aemflo) e da Câmara de Dirigentes Lojistas de São José (CDL-SJ) reuniram-se, na noite de terça-feira (30), para debater o início do funcionamento do sistema de Zona Azul em São José. Cerca de 50 pessoas participaram do encontro para sanar dúvidas a respeito da aplicabilidade do sistema, principalmente nos locais onde existem estacionamentos em frente às lojas e empreendimentos.

A reunião foi realizada no auditório da Aemflo e CDL-SJ, com a presença da prefeita Adeliana Dal Pont, que destacou a importância do debate com a sociedade para fazer com que o processo de democratização do espaço público por meio da Zona Azul contribua com a melhoria da acessibilidade e da mobilidade urbana em São José.

“A implantação de novos serviços sempre geram dúvidas e discussões, além disso, toda mudança pode trazer algum tipo de transtorno. Por isto, o diálogo com a sociedade é fundamental neste momento que iniciamos o processo do estacionamento rotativo em São José.Tenho certeza que juntos buscaremos pela melhor forma de aplicar o sistema e cumprir o propósito que temos em comum, que é o de melhorar a mobilidade em São José”, frisou Adeliana ao agradecer a diretoria da Aemflo e CDL-SJ pela oportunidade do debate.

Prefeitura Adeliana usando a palavra

Durante o encontro, Adeliana apresentou situações do cotidiano que impedem a acessibilidade das pessoas e dos veículos, impossibilitando aos cidadãos o uso igualitário do espaço público. “Neste sentido, a Zona Azul vem para trazer benefícios para todo o comércio, pois permitirá maior rotatividade dos veículos, organização das vagas, além de garantir maior acessibilidade e livre acesso aos pedestres e deficientes físicos que utilizam as calçadas para se locomover”, reforçou a prefeita.

Na ocasião foram debatidos temas como áreas de abrangência da Zona Azul, etapas de implantação, horários de funcionamento, valores da tarifa, formas de pagamento, fiscalização e soluções para implantação do sistema nas vagas caracterizadas como regulares e irregulares de acordo com a legislação vigente.

Para a presidente da Aemflo CDL de São José, Nadir Koerich, o debate entre o poder público e a iniciativa privada é sempre salutar. “O comércio é a base da economia, as empresas geram emprego, renda e receita ao município. Por isto, esta iniciativa da prefeita Adeliana em debater a aplicabilidade da Zona Azul com a sociedade e a classe empresarial é importante e vai gerar bons resultados para a gestão do sistema de estacionamento rotativo na cidade”, comentou Nadir.

A Zona Azul tem início de implantação previsto para o mês de maio em São José. Neste período será realizada a pintura das vagas e a fixação de placas nos bairros Kobrasol e Campinas que serão os primeiros a receber o sistema. “A operação acontecerá por etapas e a primeira começará no mês de junho nos bairros Kobrasol e Campinas, onde cerca de 14 ruas passarão a ter a Zona Azul”, explicousecretário-adjunto de Segurança, Defesa Social e Trânsito, Vânio Luiz Dalmarco.

A previsão da implantação total do sistema Zona Azul em São José é de 20 meses, abrangendo também os bairros Forquilhinha, Centro Histórico, Avenida Leoberto Leal, em Barreiros, e o entorno da sede dos Correios, no bairro Nossa Senhora do Rosário. O início de cada etapa será divulgado no site da prefeitura de São José, nas redes sociais e mídias em geral.

A reunião contou ainda com a participação da superintendente da Aemflo CDL São José, Luci Masiero; do vereador André Guesser; do supervisor de Trânsito, Nicolas Manoel de Melo; lojistas e empresários josefenses e demais representantes da comunidade.

Sobre a Zona Azul

Conhecido como Zona Azul, o Sistema de Estacionamento Rotativo Controlado será instituído com o objetivo de organizar e democratizar a utilização das vagas de estacionamento em diferentes áreas de São José. A medida é necessária já que o município conta atualmente com uma população de cerca de 240 mil habitantes e uma frota de 150 mil veículos, com um acréscimo anual de 7%.

A Zona Azul funcionará de segunda à sexta das 9h às 19h e, aos sábados, das 9h às 13h, sendo que o tempo máximo de estacionamento em uma mesma vaga será de duas horas. O Município estima a implantação de 5.755 vagas nos bairros Kobrasol, Campinas, Forquilhinha e Centro Histórico, além da Avenida Leoberto Leal, em Barreiros, e no entorno da sede dos Correios, no bairro Nossa Senhora do Rosário.

O preço público para a Tarifa Básica de Utilização equivalente por vaga destinada para automóveis, caminhonetes, camionetas e similares será de R$2,50 pelo período de uma hora. Já o valor por vaga de ciclomotores, motocicletas, motonetas e similares será de R$ 1,25. O usuário poderá usufruir da vaga efetivando a compra por meio de aplicativo de celular, parquímetros, pontos de vendas credenciados em estabelecimentos comerciais ou através dos monitores que farão a fiscalização nas ruas.