Vereadores josefenses analisam prós e contras do serviço prestado ao público

Os serviços públicos estiveram em evidência em Sessão Ordinária. Críticas, elogios e reflexões fizeram parte das manifestações na Câmara Municipal de São José

0
31
Vereador Orvino reconheceu precariedade no serviço público

Os serviços públicos estiveram em evidência na Sessão Ordinária na sessão ordinária do dia 28 de agosto. Críticas, elogios e reflexões fizeram parte das manifestações na Câmara Municipal de São José.

Em sua fala, o vereador Antônio Lemos (MDB) criticou a falta de abrigo de ônibus nas proximidades do Hospital Regional. O parlamentar apresentou fotos de pessoas na chuva, em fileira atrás de poste para escapar do sol, crianças sentadas no meio, homem de muleta apoiado no muro, entre outros casos. “A Câmara deu dinheiro para fazer pontos de ônibus, nós fizemos economias e esse ponto de ônibus não acontece”, reforçou.
Já o vereador Orvino Coelho de Ávila (PSD) fez um mea culpa ao citar a precariedade histórica na prestação de serviços públicos. O parlamentar destacou a importância de fiscalizar atos e ações para melhorar a qualidade no que é proposto. “Sempre defendi que a gente deveria ter uma equipe de fiscalização de postura até aproveitando o pessoal mais antigo da SUSP. Com a experiência que eles tinham, há condições de fazer um bom trabalho”, resumiu.
Ainda na mesma toada, o vereador Jair Costa (PSD) fez elogios à Casan por intervenções na Colônia Santana, bairro prejudicado pela constante falta de abastecimento. “Quero parabenizar a Casan, pois está indo a água para a Colônia Santana”, disse.
Também em Tribuna, o vereador Caê Martins (PSD) destacou a iniciativa do Sindicato dos Servidores Municipais em ação de combate ao racismo, trazendo a discussão para a sociedade josefense. “O papel do Sindicato dos Servidores, quando traz para o seu debate um coletivo de combate ao racismo e seus preconceitos, assume uma missão de que construir política pública e de que trabalhar pela qualidade do servidor passa também pelo combate ao racismo. Na prefeitura de São José, ainda vivemos o racismo institucional e atos alarmantes”, citou.
A próxima Sessão Ordinária acontece na segunda-feira, 2 de setembro, a partir das 16h.

Deixe uma resposta

Faça um comentário:
Digite o seu nome