O amor pelo sorvete é antigo, mas os hábitos são novos 

A passagem do Dia do Sorvete, na segunda-feira da próxima semana (dia 23), chama a atenção para a mudança de hábitos dos consumidores.

0
30
FOTOS: DIVULGAÇÃO YPY

Antes saboreados como sobremesa e motivo de pura diversão, nestes
tempos modernos, período em que a busca por alimentos saudáveis
aumenta gradativamente, o delicioso produto é cada vez mais desejado
por seus predicados de saudabilidade e alimento. É indicado até mesmo
para ser consumido por pessoas que têm problemas de saúde, como é o
Complemento Alimentar produzido pela YPY, fábrica de sorvetes Premium,
localizada em Florianópolis. A empresa criou, em parceria com a
Universidade Federal de Santa Catarina, um inovador produto em forma de
sorvete que, consumido por pacientes de câncer, reduz os efeitos da
quimioterapia. Outra novidade é o YPY Teen, especialmente concebido
para o público infanto-juvenil por suas propriedades na redução dos
riscos da cárie dental. Com seis sabores, o sorvete diminuiu em mais de
50% o uso dos açúcares causadores de cáries. Contém eritritol, que
é um adoçante de origem natural com índices baixíssimos de calorias
e sem gordura.

EM EXPANSÃO

Lembrar o consumo crescente de gelados de qualidade no Brasil e a
ampliação do mercado no país é motivo de estímulo para milhares de
empresas do segmento nacional, cerca de oito mil, segundo dados
recentes. Para a YPY, empresa nascida há cinco anos em Florianópolis,
a data é especialmente significativa. Com uma boa dose de
sustentabilidade, a empresa tem justificado entusiasmo para celebrar a
data. Está em 1.200 pontos de vendas distribuídos em quatro regiões
do país e presente em grandes redes de supermercado e farmácia, como a
Cia. Zafari, Angeloni e Panvel, além de ser o único sorvete oferecido
na rede do Hard Rock Café.

Atualmente o Brasil ocupa o 12º lugar no ranking mundial no consumo de
sorvete. O brasileiro consome, em média 5,77 litros de sorvete por ano.
Isso é pouco mais que um quinto do que se consome na Nova Zelândia,
líder no ranking mundial, com 26,3 litros/ano. Daí as enormes
possibilidades de expansão. Melhor ainda com a abertura da economia e o
maior rigor das autoridades na fiscalização da qualidade no setor.

Um bom “case” de visão de marketing e profissionalismo de um
segmento empresarial que cresce e evolui foi o surgimento das modernas
fábricas em um setor integrado no Brasil por aproximadamente oito mil
empresas que se encaixam no setor de sorvetes. Desse conjunto produtivo
mais de 90% são micro e pequenas. Entre as quais a YPY se destaca pela
moderna tecnologia que utiliza fazendo gerar produtos que incrementam
saúde com sabor.

Deixe uma resposta

Faça um comentário:
Digite o seu nome