Segurança Pública e transporte em pauta na Sessão Ordinária da Câmara Municipal de São José

Vereadores trouxeram reivindicações sobre pontos de ônibus, redutores de velocidade e insegurança

0
171
Ver. Antônio citou insegurança

Na Sessão Ordinária desta quarta-feira, na Câmara Municipal de São
José, o debate na Tribuna girou em torno de assuntos variados, em
especial, transporte público e segurança.

O primeiro a se manifestar foi o vereador Roinoldo Neckel (DEM) que
trouxe reivindicações dos moradores da rua Pedro Medeiros, na
Serraria, acerca do estado de abrigos de ônibus. O parlamentar
apresentou indicação sua de abril e ressaltou que, até o momento nada
fora feito pelo Executivo. “Isso que a Câmara de Vereadores devolveu
dinheiro para recuperação de vários pontos”, frisou.

Da mesma forma, o vereador Antônio Lemos (MDB) teceu críticas pela
falta de segurança no município. “Entre segurança e fazer praças,
obviamente, no meu entender, a prioridade sempre será a segurança até
por que na falta de segurança as praças só se tornam mais um ponto de
tráfico, como a gente vê em localidades de São José”, lamentou.

Já o vereador Alexandre Rosa (DEM) pediu redutores de velocidade em
diversas ruas, entre as quais, Kiliano Hames, em Potecas, e Bom Jesus,
na Procasa. “Uma faixa de pedestres ameniza a situação, pois a nossa
preocupação é com as pessoas”, ressaltou.

Por fim, o vereador Orvino Coelho de Ávila (PSD) respondeu
manifestações anteriores acerca do alvará para uso de bicicletas e
patinetes compartilhados. O parlamentar citou decreto nº 11984. “Esse
decreto tem os moldes do de Florianópolis, com pequenos ajustes, para
vermos como funciona e consequentemente fazer alguma adaptação.
Assinaram a prefeita, procurador e Secretários do Planejamento e
Segurança”, destacou, completando. “Qualquer empresa pode se
estabelecer desde que respeite os critérios do decreto”, concluiu.

A próxima Sessão Ordinária acontece na segunda-feira, 23, a partir
das 16h.