Prefeitura entrega 165 óculos para alunos de duas escolas, no Aririú e Rio Grande

Mais de 1. 300 estudantes, de 5 a 15 anos, já foram beneficiados pelo programa Criança com Visão, lançado em 2018.

0
95
Créditos: ADRIEL DOUGLAS/PMP

Em mais duas etapas do programa Criança com Visão, a Prefeitura de
Palhoça entregou 165 óculos de grau para estudantes do ensino
fundamental. Na quarta-feira (9), mais 140 óculos de grau foram
entregues para estudantes da Escola Básica Municipal Prefeito Reinaldo
Weingartner, no bairro Rio Grande. E, na manhã desta quinta-feira (10),
às 10h30, foram beneficiados 25 alunos da Escola Básica Municipal
Nossa Senhora de Fátima, na “região da Gruta”, bairro Aririú. O
programa, lançado oficialmente em 10 de abril de 2018, já beneficiou,
com óculos de grau, mais de 1.300 crianças, na faixa etária de 5 a 15
anos.

Criador do programa, o prefeito Camilo Martins defende o Criança com
Visão, por considerá-lo mais uma ferramenta para facilitar o
desenvolvimento do estudante na escola. “O programa Criança com Visão
é importante porque, ao eliminar a dificuldade visual da criança, os
óculos facilitam o aprendizado. Não há como admitir que uma criança
tente, mas não consiga aprender porque enxerga mal”, comentou.
“Isso só me faz ter certeza que esse é um dos melhores programas da
administração municipal’, comentou.

Ainda segundo relato do prefeito, “é impressionante o índice de
crianças com deficiência de visão. Enquanto a média nacional é de
12%, em Palhoça 18 a 20% dos alunos têm algum tipo de deficiência
visual. Nós, da administração pública, não podemos abandonar essas
crianças, a maioria de famílias são de baixa renda. A função do
Criança com Visão é eliminar essas deficiências”, afirmou.

Rosinei de Souza Horácio, secretário municipal de Saúde, fala do
procedimento rotineiro para a concessão de óculos, que tem início com
um teste de acuidade visual. “Um profissional optometrista realiza os
testes para definir a capacidade visual de cada aluno em distinguir
detalhes de contorno e forma. E sempre que é detectado algum tipo de
patologia, a criança é encaminhada a um oftalmologista”, salienta o
secretário.

Quando constatada a necessidade de uma criança usar óculos de grau,
os pais são convocados, para opinar sobre a escolha do tipo de
armação. Segundo o coordenador técnico do programa, Alex Sandro
Schwider, a Prefeitura está entregando óculos modernos, evitando
aqueles modelos denominados “fundo de garrafa”, que as crianças
até deixavam de usar, por questão de estética, pois causavam
constrangimento.