Obra na SC-401 tem alteração para reduzir transtornos aos usuários

Foi alterado o plano da reconstrução do sistema de drenagem e escoamento de água da SC-401 Norte, em Florianópolis, e a obra ainda não tem data para início

0
54

A Secretaria de Infraestrutura e Mobilidade alterou o plano da reconstrução do sistema de drenagem e escoamento de água da SC-401 Norte, em Florianópolis, e a obra ainda não tem data para início. O cronograma foi modificado com o objetivo de gerar menos transtornos aos usuários da via durante o período de execução dos serviços. Durante a obra, será feita a reversão de sentido na pista no sentido Bairro-Centro, com alteração da faixa da direita para quem trafega na direção Centro-Bairro.

A modificação permitirá que o tráfego fique em duas pistas enquanto os serviços forem realizados nas faixas de rolagem do sentido Bairro-Centro, por aproximadamente 20 dias. Para isso, a barreira de concreto que divide as pistas das SC-401 Norte será aberta no trecho onde a obra será realizada, no quilômetro 15, em frente ao Senai, por aproximadamente 200 metros. O trânsito será desviado para a pista da direita do sentido Centro-Bairro, que será revertida para o sentido Bairro-Centro até a finalização dos serviços nas faixas de rolagem deste sentido.

Durante este período, o sentido Centro-Bairro ficará com o trânsito na pista da esquerda e nas duas faixas da marginal.

“O adiamento da obra é necessário para que a empresa possa se organizar com os materiais de sinalização para fazer a alteração no trânsito, garantir a segurança e gerar menos transtornos  para quem trafega na via. Assim que a empresa estiver com todo o material disponível daremos início à obra”, explica o secretário da Infraestrutura e Mobilidade, Carlos Hassler.

No sentido Centro-Bairro a obra não será alterada

Quando a reconstrução do bueiro celular for concluída no sentido Bairro–Centro, os serviços serão iniciados no sentido Centro – Bairro e a interdição, em 200 metros de extensão, será feita simultaneamente nas duas faixas de rolamento da rodovia. O trânsito será desviado para a marginal, permanecendo com pista dupla durante o bloqueio, por aproximadamente 15 dias.

Logo após, as faixas da rodovia serão liberadas para o tráfego e a interdição ocorrerá nas pistas da marginal, também por aproximadamente 15 dias, até a reconstrução total da galeria.

Rompimento da galeria aconteceu em 2018

A galeria rompeu durante o período de fortes chuvas ocorrido em janeiro de 2018, quando foi realizado um trabalho paliativo no local. De acordo com Hassler, com esses trabalhos a solução será permanente. “À época, por conta das chuvas, foi realizado um serviço emergencial, agora vamos recuperar de maneira definitiva e fazer todas as melhorias necessárias”.

Serão realizados os serviços de terraplenagem, pavimentação, sinalização e obras complementares. A galeria é formada por blocos de concreto e tem como função a canalização de rios e a drenagem e o escoamento das águas. O investimento será de R$ 1.013.871,61 e o prazo previsto em contrato para conclusão é de 180 dias.