Ponte Hercílio Luz será cenário para esportes de aventura

As modalidades que serão oferecidas dentro do Projeto Viva a Ponte são balonismo, rapel, bungee jumping, pêndulo humano, slackline e floating

0
85

Além de atrações artísticas, culturais e gastronômicas, o evento de reabertura da Ponte Hercílio Luz promete muita adrenalina com várias atividades esportivas que serão realizadas entre os dias 30 de dezembro e 5 de janeiro. Cinco empresas foram credenciadas por meio de chamamento público coordenado pela Agência de Desenvolvimento do Turismo (Santur), e serão responsáveis por exibições gratuitas, oficinas e atividades pagas.

As modalidades que serão oferecidas dentro do Projeto Viva a Ponte são balonismo, rapel, bungee jumping, pêndulo humano, slackline e floating. No dia 31 de dezembro, as atividades serão encerradas às 17h por conta do Réveillon, enquanto nas demais datas o horário será estendido até as 20h para quase todas as atrações.

>> Programação dos esportes de aventura e radiciais está disponível aqui

Confira os esportes:

:: Balonismo

Quem for ao Parque da Luz, Parque Náutico Walter Lange (remo) ou no final da Beira-Mar Continental poderá observar os balões de ar quente tripulados que farão voos cativos. As apresentações serão ao amanhecer e ao entardecer, devido às condições climáticas. Os balões subirão até 30 metros, porém estarão ancorados, ou seja, não farão voos livres.

Durante as tardes, a partir das 14h, o público poderá experimentar a sensação de um voo de balão utilizando um simulador de balonismo. O equipamento estará instalado na cabeceira insular da Ponte Hercílio Luz, nas proximidades do Parque da Luz, e o preço será de R$ 35 por pessoa. Não há restrição de idade para participar.

:: Floating

Para ver a Ponte Hercílio Luz de outro ângulo a opção pode ser um passeio em bote inflável, acompanhado por um monitor. As atividades serão realizadas entre as 8h30 e 17h no dia 31, e das 8h30 às 16h nos demais dias, saindo do Clube de Remo. O trajeto será de aproximadamente dois quilômetros e o tempo estimado do passeio é de uma hora e meia. A idade mínima permitida é de seis anos (menores devem estar acompanhados de um responsável). O valor é de R$ 100 por pessoa.

:: Bungee jumping, pêndulo humano e rapel

Para aqueles que não sentem medo de altura, serão oferecidas três atividades radicais a partir da estrutura da Ponte Hercílio Luz: bungee jumping, pêndulo humano e rapel. O pêndulo humano contará com uma tirolesa instalada na cabeceira continental da Ponte, estabelecendo um trajeto de aproximadamente 160 metros até o chão. O valor será de R$ 180.

No bungee jumping e rapel, a idade mínima permitida é de 12 anos (menores devem estar acompanhados por um responsável) e peso entre 45 e 105 quilos. Preços: R$ 160 para o bungee jumping e R$ 120 para o rapel. As atividades serão oferecidas na cabeceira continental da Ponte com início às 10h e seguem até às 17h no dia 31. Nos demais dias o horário vai até as 19h ou 20h, dependendo da empresa que realiza a atividade.

:: Slackline
As apresentações de slackline serão realizadas em dois turnos: das 11h30 às 14h30 e das 17h às 19h30, na cabeceira continental. No dia 5, o atleta catarinense Rafael Bridi fará apresentações de highline, uma modalidade do slackline realizada nas alturas. Ele fará um percurso de 340 metros entre as duas torres da Ponte Hercílio Luz, uma travessia inédita que entrará para a lista de recordes do atleta.

As oficinas de slackline terão um custo de R$ 20 por uma sessão de 10 minutos. Também será realizada oficina de tecido acrobático, das 16h às 19h, na cabeceira continental. O valor será de R$ 20 por 10 minutos de aula.

Viva a Ponte

O Projeto Viva a Ponte é um conjunto de ações integradas da Secretaria de Estado da Infraestrutura, Fundação Catarinense de Cultura, Fundação Catarinense de Esporte, Santur, Casa Civil, Secretaria Executiva da Casa Militar, Secretaria Executiva de Comunicação, Defesa Civil e Secretaria de Estado da Segurança Pública.

Deixe uma resposta

Faça um comentário:
Digite o seu nome