DEIC desencadeia a Operação Lavanderia e cumpre 17 mandados de busca e apreensão

O objetivo é apurar lavagem de dinheiro por integrantes de uma organização criminosa que atua no Estado de Santa Catarina

0
82

A Delegacia de Repressão ao Crime Organizado (DRACO) da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (DEIC) desencadeou nesta sexta-feira (17) a Operação Lavanderia. O objetivo é apurar lavagem de dinheiro por integrantes de uma organização criminosa que atua no Estado de Santa Catarina.

Estão sendo cumpridos 17 mandados de busca e apreensão expedidos pela Justiça em Santa Catarina e no Paraná, nas cidades de Florianópolis, Palhoça, Gaspar, Blumenau, Chapecó, Joinville, Curitiba (PR), Fazenda Rio Grande (PR) e Londrina (PR).

Segundo o delegado Antônio Seixas Joca, durante a investigação da DRACO-DEIC foram indiciados 21 integrantes de organização criminosa, ocasião em que foram obtidos fortes indícios de lavagem de dinheiro pelo chefe do grupo.

Diante disso, foi representado pela quebra dos sigilos bancários e fiscais, pelo bloqueio de contas e pela expedição dos 17 mandados de busca e apreensão. Assim, foi instaurado novo Inquérito Policial para apurar o crime de lavagem de dinheiro, onde se verificou a existência de uma empresa fantasma que movimentou no período de um mês cerca de R$ 7,2 milhões.

Na ação desta sexta-feira foram apreendidos R$ 16 mil em casas em Palhoça e em Joinville, documentos, cartas, bilhetes e comprovantes de depósitos bancários. São investigados nove pessoas, além da empresa de fachada do ramo de transporte e que não possui sede. Os crimes investigados são lavagem de dinheiro e organização criminosa. “Eles pegam esse dinheiro da venda de drogas, do pagamento de dízimo da facção e tentam lavar, dar aparência lícita a ele”, afirma o delegado Joca.

A operação teve apoio da DIC de Chapecó, DIC de Blumenau e Delegacias de Joinville, Canil da PC-SC, além da Polícia Civil do Paraná, a qual deu cumprimento aos mandados de busca e apreensão no Estado vizinho.

“Reduzir a capacidade financeira das organizações”

Para o diretor da DEIC, Luis Felipe Fuentes, a Operação Lavanderia é importante para reduzir a capacidade financeira das organizações criminosas em Santa Catarina. “Além de identificar pessoas que tentam manter a organização funcionando enquanto vários líderes se encontram presos”, destaca Fuentes.

O diretor ressalta o apoio primordial na operação de hoje das delegacias da Polícia Civil em Joinville, Blumenau, Chapecó e do Canil da PC, além da Polícia Civil do Paraná, que tem sido parceira em outras ações.

WhatsApp Image 2020 01 17 at 07.01.49

WhatsApp Image 2020 01 17 at 07.01.48

WhatsApp Image 2020 01 17 at 08.12.18

WhatsApp Image 2020 01 17 at 08.12.30

WhatsApp Image 2020 01 17 at 10.30.19 1