Ex-namorado que matou professora em escola no Campeche é encontrado morto

Geovano da Silva Agostinho, 39 anos, estava preso em isolamento na Penitenciária da Capital; ele foi preso após matar com duas facadas a professora Elenir de Siqueira Fontão, 49 anos, diretora da Escola Estadual de Educação Básica, Januária Teixeira da Rocha, em crime que chocou toda a comunidade

0
906
Crime aconteceu dia 19 de fevereiro em uma escola no Campeche

O detento, Geovano da Silva Agostinho, 39 anos, responsável pelo assassinato da professora Elenir de Siqueira Fontão, 49 anos, diretora da Escola Estadual de Educação Básica, Januária Teixeira da Rocha, foi encontrado morto às 6h15min deste domingo (23). Ele estava preso em isolamento na cela 02 da Casa Velha na Penitenciária da Capital, no bairro Trindade.

Segundo uma fonte da Segurança Pública, ouvida por este INFORME FLORIPA, ele foi encontrado em sua cela enforcado com um lençol, indicando um suicídio. O caso será investigado pela polícia.

Geovano, ex-namorado

A professora Elenir foi assassinada na semana passada, quarta-feira (19), no banheiro da escola localizada no bairro Campeche, Sul da Ilha. Ela estava no magistério há 16 anos e há um ano era a diretora da escola.

Professora Elenir

Ela foi surpreendida por Geovano, que era seu ex-namorado. Ele teria ido à unidade escolar tirar satisfação inconformado com o fim do relacionamento. Segundo a Polícia, ele chegou ao local pouco após o término da aula e com uma faca de Serra que pegou na própria escola, obrigou que a vítima fosse com ele até o banheiro. Lá ele esfaqueou a vítima duas vezes no pescoço. A professora ainda conseguiu reagir e atingiu o agressor com a própria faca no estômago. Ele tentou fugir e foi detido por populares e entregue à polícia Militar.

A vítima ainda recebeu os primeiros socorros por parte de uma enfermeira que estava no local e foi socorrida pelo helicóptero Arcanjo. Porém, como perdeu muito sangue, não resistiu. O assassino foi encaminhado ao Hospital Celso Ramos para cuidados nos ferimentos e foi preso em flagrante pelo crime de feminicídio.


👉 Quer receber as notícias mais importantes? ADICIONE o WhatsApp do INFORME FLORIPA: (48) 99800-5836 em SEU celular e nos mande um OK, com seu 1º nome!