Em apenas uma servidão no Ingleses, Trato Pelo Capivari lacra 11 saídas de esgoto irregular

Ação na Servidão Ricardo Neves, paralela à SC-403, resulta também em 3 multas por crime ambiental

0
48

Na manhã desta quinta-feira (27/02), o Trato Pelo Capivari efetuou, em apenas uma servidão dos Ingleses, o lacre de 11 ligações de esgoto irregulares, com 3 multas por crime ambiental. Ao todo, 8 imóveis localizados na Servidão Ricardo Neves, pequena via próxima à SC-403, foram alvo da ação do programa.

Todos lançavam esgoto na rede de drenagem pluvial, o que configura crime ambiental, de acordo com a legislação. Dos 8 imóveis, 3 tiveram duas ligações clandestinas lacradas — um deles, inclusive, apresentava os pontos hidráulicos do banheiro conectados irregularmente e lançados diretamente na boca de lobo. O lacre cessa imediatamente a poluição causada pela ligação irregular e agiliza o processo de regularização por parte do morador.

Os dados dos casos mais graves foram repassados à Floram para geração de multa, que começa, no caso de esgoto na rede pluvial, em R$ 5.000,00.

Em paralelo à ação desta manhã na Servidão Ricardo Neves, que contou com apoio da Vigilância em Saúde e da Intendência dos Ingleses, os 22 técnicos do programa realizaram inspeções previamente agendadas pelos moradores do bairro.

De segunda a sábado, o Trato Pelo Capivari inspeciona as ligações sanitárias de casas, condomínios e estabelecimentos comerciais espalhados pelo bairro do Norte da Ilha, com base em agendamentos, denúncias de esgoto irregular e definição prévia de ruas específicas para atuação.

Iniciado em dezembro, o programa realizado pela Casan, com participação da Prefeitura de Florianópolis, faz uma varredura nas ligações sanitárias dos Ingleses, com o objetivo de limpar o Rio Capivari e regularizar os imóveis do bairro. A execução é da ECHOA Engenharia, empresa responsável pelo Floripa Se Liga Na Rede.

Denúncias – O Trato Pelo Capivari conta com canal de WhatsApp para receber denúncias de esgoto irregular, atendendo a uma demanda expressa da população local. As denúncias são filtradas, catalogadas e atendidas por equipe específica. O telefone para contato, que deve ser feito exclusivamente por mensagens de WhatsApp, é (48) 99123-1123.