Adeliana reúne empresários e líderes religiosos para definir medidas contra Coronavírus

Na reunião foi debatida e acordada, a suspensão de atividades em estabelecimentos com grande número de público por 30 dias

0
117

Ciente da velocidade de contaminação do Coronavírus e das orientações do Ministério da Saúde para evitar a realização de eventos com aglomeração de pessoas, a prefeita Adeliana Dal Pont reuniu-se com representantes de igrejas, empresas e instituições privadas do setor de entretenimento, nesta desta terça-feira (17). O encontro foi uma iniciativa do Poder Executivo para solicitar apoio em ações de prevenção ao Covid-19. Na reunião foi debatida e acordada, a suspensão de atividades em estabelecimentos com grande número de público. De acordo com o decreto editado pelo Governo do Estado este prazo será de 30 dias.

Optando pela prevenção e proteção da comunidade, durante a conversa, a medida preventiva acordada foi uma decisão unânime. Os líderes religiosos concordaram em suspender os cultos, as missas e as atividades litúrgicas a partir desta quarta-feira (18) por 30 dias, quando será marcada uma nova reunião com o Gabinete de Crise, para reavaliar o cenário.

Já os empresários, como medida para interromper o contágio e evitar a disseminação do vírus, solicitaram à prefeita um decreto oficial para apresentar aos fornecedores e clientes. Os eventos em casas noturnas e bares também serão suspensos pelo mesmo período.

Adeliana ressaltou que até o momento a situação está sob controle, sem nenhum caso confirmado em São José e que vai seguir exemplos de cidades e países que adotaram medidas que evitaram um surto da doença. “Marcamos essa reunião para solicitar apoio a quem têm liderança para propagar e multiplicar as orientações. Também para avaliarmos juntos a realização de atividades em seus estabelecimentos. A união de forças é essencial nesse momento de dificuldade”, afirmou a prefeita.

Para o proprietário da maior Arena de shows da região, Sandro José Petry, o decreto é de grande importância. “Precisamos de um documento oficial para apresentar aos nossos clientes, pois trabalhamos com artistas nacionais e internacionais. Reconhecemos nosso compromisso e responsabilidade, sendo um local para eventos e que reúne um público significativo. Por isso concordamos em suspender as atividades”, assinalou o empresário.

Para o pastor Jonas Edison da Silva, da Igreja Batista de Barreiros, presidente da CETE, também concordou que o melhor a fazer no momento é a prevenção. “Creio que todos podemos e devemos ajudar a sociedade, principalmente orientando e evitando a circulação de pessoas. É uma corrente do bem e questão de bom senso”, concluiu.

Já o pároco da Igreja Matriz de Campinas, Revelino Seidler, disse que a decisão deve ser sábia e coletiva nesse momento. “Não queremos ver ninguém doente. Rogamos a Deus pela providência divina, proteção e a cura. Mas, precisamos ser responsáveis e fazermos a nossa parte, que é decidir coletivamente por cancelar por tempo indeterminado em favor da prevenção e proteção das pessoas diante do vírus”, avaliou.

A medida de cancelamento de eventos, reuniões e assembleias com aglutinação de pessoas está sendo adotada dentro e fora do Brasil como medida preventiva para se evitar a contaminação pelo Covid-19. “Este momento é de alerta mundial para que as pessoas fiquem em casa, evitem aglomerações, contatos físicos e deem atenção diária ao protocolo de higiene, buscando conter o avanço do vírus”, declarou a secretária de Saúde, Sinara Simioni.

O secretário de Comunicação, Fabiano Marques, repassou orientação aos pastores e empresários para que se mantenham atualizados pelos canais oficiais de informação da Prefeitura, sobretudo as redes sociais. Também estiveram presente na ocasião, o procurador geral do Município, Rodrigo Machado; o secretário da Casa Civil, Lédio Coelho; o secretário adjunto de Saúde, Udo Haweroth; a diretora de Vigilância Epidemiológica, Isabel Oliveira; a diretora de Vigilância Sanitária, Marly Previatti; a gerente de Endemias, Iula Vieira Bastos e a gerente de Doenças Transmissíveis, Cristiane Canella Cidral.

Deixe uma resposta

Faça um comentário:
Digite o seu nome