Veja a tabela com as medidas restritivas conjuntas na Região Metropolitana de Florianópolis

Prefeituras de São José, Palhoça, Biguaçu e Florianópolis publicam nesta sexta-feira (10) decretos com medidas restritivas únicas para os quatro municípios

1
1846

Quatro prefeituras da Região Metropolitana de Florianópolis (São José, Biguaçu, Palhoça e Florianópolis), publicam nesta sexta-feira (10) decretos municipais alinhando estratégias de controle da propagação do coronavírus, com restrições iguais nos quatro município.

O objetivo é unificar as medidas restritivas, para evitar episódios como aconteceu recentemente, quando Florianópolis fechou shoppings, por exemplo, e muitos clientes foram para shoppings de municípios da região, ajudando na propagação do coronavírus. Agora, todas as medidas restritivas serão as mesmas para os quatro municípios. Os decretos terão validades por 15 dias e então serão reavaliados, conforme o avanço ou não do vírus.

A construção da unificação vem sendo feita pelos prefeitos dos quatro municípios através de várias reuniões realizadas nos últimos dias. Nas novas regras, válidas para todas as quatro cidades, cursos livres e esportes coletivos estarão proibidos, além de proibição no acesso de espaços públicos aos finais de semana e shoppings aos domingos. Novos horários e exigências também foram definidos para outras áreas. O objetivo é evitar ao máximo que as pessoas saiam de casa, principalmente nos finais de semana, quando há maior chance de aglomerações e contágio.

CLIQUE no link abaixo e veja a tabela de restrições. Os decretos serão publicados ainda nesta sexta (10) por todas as quatro prefeituras, tendo por base a tabela abaixo:

TABELA DE MEDIDAS RESTRITIVAS UNIFICADAS PARA SÃO JOSÉ, PALHOÇA, BIGUAÇU E FLORIANÓPOLIS.

Há uma correção na tabela acima: feiras livres de alimentos estão liberadas no final de semana, diferente das demais.

CLIQUE E VEJA ABAIXO O DECRETO DA PREFEITURA DE FLORIANÓPOLIS, QUE SERÁ PUBLICADO. ASSIM COMO DAS DEMAIS PREFEITURAS, ELE FOI ELABORADO COM BASE NA TABELA ACIMA:

Decreto Prefeitura de Florianópolis – Covid 10.07 – Unificação.

VEJA ABAIXO NOTA NOTA CONJUNTA DAS PREFEITURAS DE FLORIANÓPOLIS, SÃO JOSÉ, BIGUAÇU E PALHOÇA SOBRE ABERTURAS DE MAIS UTIs E MEDIDAS CONJUNTAS

Mesmo com o aumento de mais de 50% dos leitos de UTI ofertados na região da Grande Florianópolis para o enfrentamento ao COVID-19, as prefeituras e o Estado buscam ampliar ainda mais o número de UTIs para as próximas semanas. Na visão do secretário estadual de Saúde, André Mota, é necessário priorizar o esforço na ampliação das atuais estruturas. Outras opções, como o Hospital da Base Aérea, foram descartadas pelo Estado neste momento em função da precariedade do ambiente, que impossibilita a instalação.

Os órgãos trabalham em duas frentes: ativar 27 leitos indisponíveis por algum problema, seja de falta de equipamento, pessoal, ou em higienização; e abrir novos leitos nos hospitais públicos e privados para atender a população. Neste sábado, por exemplo, uma reunião entre Governo do Estado, Prefeitura de Florianópolis e Hospital de Caridade vai buscar ampliar a oferta de novos leitos para atendimento via SUS. Outra opção que tem se mostrado viável é a abertura de novos leitos de UTI no hospital de Biguaçu. As prefeituras vão se mobilizar para apoiar com recursos.

O Governo do Estado planeja abrir de 25 a 30 novos leitos de UTI nos hospitais públicos da região, mais 10 a 15 no Hospital de Biguaçu, mais 10 no Caridade, além de um credenciamento que fará em conjunto com as Prefeituras da região para abrir novos leitos em hospitais particulares e oferecer via SUS.

Outro assunto abordado na reunião entre o secretário de saúde e os prefeitos foi a informação precisa de percentual de ocupação e número de internados em hospitais públicos de cada município. As quatro cidades acreditam, pelos dados de suas vigilâncias em saúde, que a internação de seus moradores em UTI representa menos de 50% do total de internados na região.

Além da ampliação da capacidade hospitalar, as prefeituras da região também se uniram para criar normas de isolamento, buscando diminuir o contágio na região para que o sistema de saúde consiga atender a todos. Uma nova reunião entre os prefeitos está marcada para a próxima terça-feira para avaliar os avanços e discutir novas medidas.

1 comentário

  1. NO SANTOS SUPERMERCADO DE PALHOÇA, CREIO QUE DESCONHECE O O NOVO DECRETO QUE PROÍBE CRIANÇA E MAIS DO QUE UMA PESSOA POR FAMÍLIA NO MERCADO. ISSO PQ PALHOÇA NÃO TEM HOSPITAL. .
    CADÊ A VIGILÂNCIA SANITÁRIA QUE AINDA NÃO TOMOU AS PROVIDÊNCIAS CABIVEIS
    PALHAÇOA PARECE TERRA DE NINGUÉMCADA UM FAZ O QUE BEM ENTENDE

Comments are closed.