Florianópolis passa a obrigar castração de cães e gatos em áreas de risco de transmissão de zoonoses

A Lei complementar 670/2019, foi sancionada, pelo prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro, tornando compulsória a esterilização de cães e gatos em áreas de risco de endemias na Capital

0
370

Uma lei muito aguardada pela causa animal, a Lei complementar 670/2019, foi sancionada nesta sexta-feira (05), pelo prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro (sem partido), tornando compulsória a esterilização de cães e gatos em áreas de risco de endemias na capital.

“Sabemos que é com a castração que a gente diminui o sofrimento, o abandono dos animais. Infelizmente ainda há resistência de alguns tutores em castrarem seus cães e gatos”, salienta a diretora da Dibea, Fabrícia Costa.

A Prefeitura de Florianópolis está numa força tarefa de controle de zoonoses e também numa constante luta em defesa do bem-estar animais. No entendimento do Prefeito Gean Loureiro, é importante agir no sentido da garantia da saúde pública e sempre pensando na proteção dos animais.