Projeto de educação financeira da rede municipal de Florianópolis representa o estado em evento nacional

“Que peixe é este?”, desenvolvido pela professora Tarcísia Vicente de Lima, será exposto em Cuiabá nos dias 14, 15 e 16 de julho

0
249
Professora Tarcísia e a estudante Fernanda Rafaela

O projeto “Que peixe é este?”, desenvolvido em junho de 2018, cujo objetivo era valorizar os saberes dos pescadores locais e explorar a matemática envolvida na pesca e comercialização da tainha, conquistou seu espaço na feira municipal e estadual de matemática, e agora, percorre o território nacional até a cidade de Cuiabá, no Mato Grosso.
A iniciativa criada pela professora Tarcísia Vicente de Lima, na Escola Básica Municipal de Florianópolis Osmar Cunha, em Canasvieiras, irá representar Santa Catarina no XIII Encontro Nacional de Educação Matemática (ENEM), que ocorre nos dias 14,15 e 16 de julho. Integrarão o evento também, na categoria de anos finais do ensino fundamental, projetos de Criciúma e Taió.

Junto com a professora, a estudante Fernanda Rafaela Bathu Bacher, de 15 anos, visitará a terra dos Cuiabanos para expor o projeto do qual participou no ano passado.

À época, a turma de Fernanda visitou o Rancho do Seu Nildo, na Praia Brava, para trabalhar porcentagens envolvidas na divisão do pescado e a organização dos dados colhidos em campo em forma de gráficos e tabelas. Noções de probabilidade e estatística no caso da movimentação dos cardumes também foram estudados, bem como, o conhecimento de noções de espaço, plano cartesiano e coordenadas geográficas.

Em 2018, o trabalho desenvolvido com o 9º ano, foi selecionado para participar da IV Feira Municipal de Matemática e da XXXIV Feira Catarinense de Matemática.

“Nossa participação no encontro em Cuiabá é muito valiosa para nós”, conta Tarcísia. É um momento ímpar de aprendizagem e de compartilhamento de práticas escolares, complementa.

Para o secretário de Educação, Maurício Fernandes Pereira, é uma honra para a Prefeitura de Florianópolis ser representada nacionalmente por uma iniciativa que valoriza a cultura manezinha. E acrescenta que, além de ensinar matemática aos estudantes, o projeto incentiva o respeito pela herança cultural da cidade. “Uma atitude importante e muito bem vinda”, salienta.

Evento

O Encontro Nacional de Educação Matemática, o mais importante evento no âmbito nacional, congrega o universo dos segmentos matemáticos de professores da educação básica, professores e estudantes das Licenciaturas em Matemática e em Pedagogia, estudantes da pós-graduação e pesquisadores.

Em colaboração com a Comissão Científica, buscando contribuir com o avanço das discussões da Educação Matemática brasileira, a temática abordada neste ano é sobre a “Educação Matemática com as Escolas da Educação Básica – Interfaces entre pesquisas e salas de aula”.

Cozinhando com números na Lagoa da Conceição

A professora de matemática Francine Ruas de Souza e a de português, Gisele Bastos, também sabem da importância da educação financeira nas escolas. Pensando nisso, as educadoras desenvolveram com os estudantes do 6º e 7º ano do ensino fundamental, da Escola Municipal Henrique Veras, na Lagoa da Conceição, cinco atividades relacionadas ao tema.
Na primeira etapa, as turmas visitaram dois supermercados do bairro a fim de pesquisar preços dos materiais utilizados para a confecção do Bolo de Cacau. Procurando sempre o menor preço, o grupo comprou uma parte dos ingredientes em um supermercado e o restante no outro estabelecimento comercial.

Já na escola, discutiram sobre as notas fiscais e o troco. O objetivo era comparar o preço dos produtos. Foi feito a soma das notas, a subtração e a conferência do troco.

Na terceira etapa, o grupo pôs as mãos na massa. Reunidos na cozinha da unidade, eles prepararam o bolo, enquanto aprendiam as quantidades e medidas dos ingredientes.

Para a terceira atividade, a tarefa era pesquisar sobre as quantidades aproximadas que cabiam em 1 xícara, 1 colher de sopa e em 1 colher de chá. Sempre discutindo sobre as medidas de litro e massa.

Na última etapa, a professora Francine solicitou que os estudantes redigissem um texto descrevendo o modo de preparo da receita. O texto foi entregue para a professora Gisele, de Português e, discutido em aula.

“O intuito foi desenvolver o pensamento sobre educação financeira, reforçar as quatro operações e o estudo de medidas e exercitar a pesquisa e escrita”, explica Francine.