Críticas que resultam em correções na Capital e as mudanças partidárias dos vereadores

Leia também nesta coluna sobre o micão do gato na roda gigante; sobre o vereador Domingos Zancanaro (PP) que assumiu na Câmara da Capital e em São José MDB e PSD têm três candidatos a prefeito cada um, ou seja, não têm nenhum

0
425
Vereador Lino do PT (ao centro da foto) na inauguração da escola Mâncio Costa, nesta quarta (12)

Oposição foca em resultados

A oposição na Câmara de Florianópolis iniciou o ano com uma postura mais coerente e focada nas críticas construtivas. Boa parte dos vereadores perfilados nas trincheiras contrárias à administração deixou de lado, ao menos nessas primeiras sessões do ano, aqueles debates intermináveis cheios de politicagem e que a sociedade está cansada, pois não levam a lugar algum. Dois ainda vivem de discursos demagogos nas sessões da Câmara. Mas, a maioria, foca nos resultados.

É o caso do vereador Afrânio Boppré (PSOL) que denunciou para a Celesc o gato de energia elétrica feito pela empresa que administra a Roda Gigante na Beira-mar. Incompetência total da Secretaria de Cultura, Esporte e Juventude que deixou passar batido o detalhe que faz toda a diferença. Afinal, a prática é nociva à toda a população, pois encarece o custo da energia, além de favorecer espertinhos. Graças a denuncia de Boppré o problema foi solucionado, com a presença da fiscalização da Celesc no local.

Mesma postura teve o vereador Vanderlei Farias, o Lela, do PDT. Ele voltou a bater forte na contratação de Organizações Sociais na administração municipal, em especial foco à contratação da Associação de Saúde São Bento, que venceu licitação para administrar as creches Professora Antonieta de Barros, na Vila Aparecida e Anirson Antônio das Chagas, no Rio Tavares.  O caso já era acompanhado pelo Ministério Público e nesta semana, com maiores subsídios legais, a prefeitura de Florianópolis pode romper o contrato com a Associação e, temporariamente, a própria secretaria de Educação Municipal vai gerir as duas unidades escolares.

O vereador contribuiu com seu dever que é fiscalizar os atos do Executivo e quando o caso teve um desfecho que foi a rescisão do contrato por parte do município foi coerente, e não apelou para o discurso politiqueiro. “Ressalto que foi a decisão acertada a tomada pela prefeitura, tanto politicamente quanto juridicamente de romper o contrato”, disse Lela em Tribuna.

O mérito quando merece

Igual papel de fiscalizar realiza o vereador do PT, Lino Peres. Recentemente ele compareceu a dois atos de inauguração de obras da atual administração: o Largo da Alfândega e a Escola Mâncio Costa, em Ratones, nesta quarta (12). O fez a convite da comunidade e também para fiscalizar a obra pública.

Na escola em Ratones Lino (FOTO) gostou do que viu e aproveitou para elogiar a qualidade da obra e a referência pedagógica que ali está sendo implantada. “Temos que dar o mérito quando o prefeito merece o mérito”, disse. “Apesar das críticas que tenho em relação ao prefeito, e tenho um rosário de críticas, tenho que reconhecer quando é uma obra que atende aos anseios da população”, completou o petista à tribuna da Câmara nesta quarta (12).

Durante a inauguração da escola o prefeito Gean Loureiro (DEM) citou a presença do vereador e ponderou que a atual administração “não tem compromisso com o erro” e é claro que deve corrigir aquilo que precisar ser corrigido. É isso que a população espera, que o Legislativo exerça seu papel fiscalizador dos atos do prefeito e que o prefeito tenha ouvidos para entender a diferença entre a crítica burra e a crítica construtiva. Assim, todos ganham principalmente a população.

Um HU em 3 anos

Na inauguração da escola do Futuro, a Amâncio Costa, em Ratones, alguns números da educação municipal chamaram a atenção. O secretário adjunto de Educação, Luciano Formighieri, detalhou que em apenas três anos foram construídos 27 mil metros quadrados em obras novas na educação. Para se ter uma ideia, o Hospital Universitário demorou cinco anos em obras, mas se contar os períodos de paralisações se chega a mais de 15 anos de obras para um imóvel com 28 mil metros quadrados. Outro número que chama a atenção: nesses três anos da atual administração foram 132 mil metros quadrados construídos, se considerado também reformas e revitalizações.

Já o secretário de Educação, Maurício Fernandes Pereira apontou que foram investidos nesse período mais de R$ 40 milhões no setor educacional. Uma parte originária de empréstimo do BID. A Escola Mâncio Costa, por exemplo, tem 41% da obra pago com recursos do BID. Maurício aproveitou a presença dos vereadores e agradeceu a aprovação da Câmara do empréstimo. “Só estamos aqui nesta inauguração por causa dos vereadores que votaram, por unanimidade, favoráveis ao empréstimo do BID. Nunca investimos tanto em educação em Florianópolis”, ponderou o secretário.

Zancanaro assume

O suplente Domingos Zancanaro (PP) assumiu uma vaga no Legislativo da Capital na tarde de segunda-feira (10) pela coligação “Pelo Bem de Florianópolis”. Após dois anos como secretário de Desenvolvimento Econômico da Prefeitura de Jaraguá do Sul, Zancanaro assume o lugar do vereador Roberto Katumi Oda (PSD), vice-presidente da CMF.

Zancanaro explica que em sua passagem pretende deixar um pequeno legado em prol do desenvolvimento da cidade. “Me sinto honrado e agradeço essa oportunidade. Quero me dedicar ao máximo como sempre fiz em toda minha vida. Quero melhorar Florianópolis e evoluir também para aquele empreendedor que quer empreender na cidade, que gera renda e trabalho”, discursou Zancanaro.

Katumi trata saúde

Katumi ficará afastado seguindo orientações médicas, após passar no fim do ano passado por cirurgia para colocação de sete stents e, à frente da presidência da Casa, não conseguiu se afastar no período. “Me sinto feliz, mais um compromisso empenhado que estou honrando hoje e vou cuidar da minha saúde, depois de ser líder do governo e ser presidente. A gente tem que valorizar as nominatas dos vereadores porque sozinho ninguém chega aqui. O Zancanaro vai ocupar aqui esses dias para representar o povo de Florianópolis, que lhe deu mais de dois mil e quinhentos votos,” destaca Katumi.

A posse teve a presença do prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro (DEM), que fez questão de destacar a experiência do vereador empossado como um dos melhores executivos que a prefeitura já teve. “Ele deixou um marco para a cidade e a Câmara vai crescer muito com a sua passagem pela Casa. Permite diversificar os pontos de vistas e as bandeiras que ele defende serem vistas com mais consistências por toda sociedade.”

Troca partidária

A janela para troca partidária deverá provocar uma ampla mudança de siglas na Câmara de Florianópolis. Ao menos 11 vereadores deverão ter novo endereço partidário. Mexe com a divisão de forças, principalmente a mudança do prefeito Gean Loureiro, que trocou ano passado o MDB pelo DEM. Aliás, deverá levar dois vereadores com ele: Maria da Graça e Dinho.

PP sem vereador

O Partido Progressista (PP) deverá ficar sem cadeira na Câmara da Capital. O vereador Pedrão já anunciou sua saída da sigla. Descontente com a falta de espaços já anunciou sua migração para o PL do senador Jorginho Mello, com a promessa de poder disputar a prefeitura. Marcelo da Intendência também deixará o progressista. Seu destino ainda não está totalmente definido. Até o suplente Domingos Zancanaro que assumiu agora deverá sair do PP e ir para o PSD.

Presidente

O PSD também deverá ser o destino do presidente da Câmara, Fábio Braga. Ele sai do PTB, que vamos combinar, não fecha muito com seu perfil político.

Estratégia errada

Sobre a insatisfação com o PP o vereador Marcelo da Intendência fez questão de lembrar, nesta semana, que a sigla tinha condições de fazer quatro vereadores no atual mandato (fez apenas duas cadeiras). O problema é que nas convenções partidárias o líder maior, Esperidião Amin focou em coligar na proporcional com o PSD, para ter na amarra o vice de sua esposa, Ângela, o professor Rodolfo Pinto da Luz. Deu no que deu e o PP encolheu na Câmara e agora vai se reduzir a pó. Marcelo foi contrário, pois enxergava diferente. Mas, no PP a palavra final é sempre do senador.

Líder

Vereador Claudinei Marques (PRB)  é o novo líder do prefeito Gean Loureiro na Câmara Municipal.

Pulou a cerca

Eduardo Sardá, que sempre teve forte ligação com a família Amin, é o novo Superintendente do Instituto de Geração de Oportunidades (IGEOF). Recentemente ele foi assessor do deputado estadual João Amin (PP). Mas, agora está no núcleo político de Carlos Eduardo, o Mamute, que assumiu a coordenação do partido Republicanos que está na base do prefeito Gean Loureiro (DEM). Dizem que de onde veio Sardá, vem mais.

O micão do gato na roda

Que micão essa história do mico na energia elétrica da roda gigante da Beira-mar. Tudo bem que não tem dinheiro público como investimento direto na implantação da estrutura no local, mas foi liberada pela prefeitura e a energia é um bem público que estava sendo roubado. Eu fosse o prefeito Gean Loureiro (DEM) dava um belo de um puxão de orelha no secretário de Cultura e Esporte, Ed Pereira. Afinal de contas, foi ele quem intermediou toda a operação. Impossível que não sabia do gatão.

Atenção

Dia 14 de fevereiro (esta sexta-feira) o Diário Oficial de Florianópolis vai atrair muitas atenções. Tem quem não durma.

Quem tem 3 não tem 1

Em São José a política continua mais parada que água de poço. As principais forças políticas no município, MDB e PSD, têm três candidatos a prefeito (Michel Schlemper, Clonny Capistrano e José Natal pelo MDB e pelo PSD, Orvino de Ávila, Méri Hang e Moacir da Silva). Quem conhece um pouco de política sabe que quem tem três candidatos tem nenhum. Enquanto isso Fernando Anselmo do PSL nada de braçada.

MDB reunido

Pra não dizer que a semana foi totalmente morta na política josefense, o MDB realizou uma reunião interna e com novas filiações. O evento teve a participação do senador, Dário Berger, vereadores, suplentes, membros da Executiva e Diretoria e demais lideranças. “Debatemos a construção de um grande time que tem por objetivo e compromisso fortalecer ainda mais o desenvolvimento da nossa cidade”, comentou o vereador Michel Schlemper após o evento em sua rede social.