Em São José, vereadores debatem previdência dos servidores e tarifa de lixo

Ainda foram aprovados projetos para inclusão de datas no calendário oficial

0
133

Servidores municipais representando o Sintram-SJ lotaram o plenário da
Câmara Municipal de São José na Sessão Ordinária desta
segunda-feira. Tramita nas comissões da Casa, um projeto de autoria do
Executivo josefense que altera percentuais de recolhimento da
previdência em regime próprio do município. Os servidores foram
saudados e a presença foi registrada pelo presidente Michel Schlemper
(MDB).

Em sua fala em tribuna, a vereadora Cristina Sousa (PRB) questionou o
sistema de cobrança da Zona Azul em São José quando o usuário
alterna entre diferentes vagas, que é feito de outra maneira nas
cidades vizinhas na Grande Florianópolis.

Já o vereador Sanderson de Jesus (MDB), devido a presença do Sintram
no Plenário, lembrou da importância da discussão sobre regimes
próprios de previdência e sugeriu a abertura de um amplo debate para
discutir, entre todas as partes de maneira técnica, a influência na
economia da cidade, lembrando-se de problemas nesse sentido em anos
anteriores.

O Vereador Nardi Arruda (PSD) também comentou sobre o regime de
previdência, falando sobre a relação entre o teto previdenciário e
as regras vigentes. Citou ainda os problemas enfrentados com a
ocupação desordenada que vêm ocorrendo atrás do Forquilhão, onde
já existem cerca de 30 casas. Disse também que autarquias como a
Celesc e a Casan também são responsáveis por estas situações
irregulares, quando disponibilizam energia elétrica em pontos repletos
de ilegalidades.

Por fim, o vereador Antônio Lemos (MDB) defendeu o debate com
responsabilidade sobre a previdência dos funcionários municipais.
Comentou sobre a tarifa do lixo, cobrada de garagens e home boxes,
dizendo não haver previsão legal para a cobrança nestes espaços,
pois não geram lixo. Citou também sua admiração pelos processos
eleitorais norte-americanos.

Na Ordem do Dia, foram agrupados projetos que contemplam a fixação de
datas visando a conscientização popular acerca de vários temas
importantes para a sociedade. Foram aprovados: Dia do Surdo, de autoria
do vereador Alexandre Rosa (DEM); Dia do Pescador, de autoria do
vereador Antônio Lemos; Semana de Orientação e Incentivo à Doação
de Medula Óssea, de autoria da vereadora Méri Hang (PSD); Dia do
Corredor de Rua, de autoria do vereador Clonny Capistrano (MDB); Dia da
Conscientização e Prevenção da Síndrome Alcoólica Fetal, de
autoria do vereador Orvino Ávila (PSD); Dia de Conscientização sobre
a Pessoa com Síndrome de Down, de autoria do vereador Orvino Ávila;
além de Semana do Lixo Zero, de autoria da Vereadora Cristina de Sousa.