2ª fase da Operação Oxigênio cumpre mandados de prisão preventiva e de busca e apreensão

Entre os presos está o ex-secretário da Casa Civil, Douglas Borba e o advogado Leandro Barros que também teve a prisão preventiva cumprida

0
613
Ex-chefe da Casa Civil, Douglas Borba

Na manhã deste sábado (6), a força-tarefa composta pelo Ministério Público de Santa Catarina (MPSC), pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) e pela Polícia Civil(PCSC/DEIC) desencadeou a segunda fase da Operação 0² (Oxigênio). Estão sendo cumpridos 14 mandados de busca e apreensão e 06 mandados de prisão preventiva.

Entre os presos está o ex-secretário da Casa Civil, Douglas Borba e o advogado Leandro Barros que também teve a prisão preventiva cumprida.

A operação está sendo realizada em cinco municípios e em três estados da federação, envolvendo aproximadamente 50 policiais de Santa Catarina, Rio de Janeiro e São Paulo.

A força-tarefa investiga crimes contra administração pública em processo de dispensa de licitação para aquisição emergencial de 200 ventiladores pulmonares, a fim de auxiliar no enfrentamento da covid-19, ao custo de R$ 33 milhões pagos de forma antecipada, sem a exigência de qualquer garantia e sem as mínimas cautelas quanto a verificação da idoneidade e da capacidade da empresa vendedora o que resultou no descumprimento da entrega dos referidos equipamentos.

No dia 9 de maio foi deflagrada a primeira fase da Operação Oxigênio.

Mais detalhes serão repassados numa coletiva de imprensa neste sábado, às 11 horas.

LEIA MAIS SOBRE O ASSUNTO CLICANDO NAS MATÉRIAS ABAIXO:

RESPIRADORES – Força-tarefa cumpre 35 mandados de busca e apreensão e sequestro de bens

Justiça retira o sigilo das investigações sobre a compra pelo Estado de 200 respiradores

Secretário de Saúde admite que os 50 respiradores recebidos não servem para leitos de UTI

Depois da presepada dos respiradores da China, Governo de SC compra 500 respiradores da Weg