Nova rota de carga aérea internacional impulsiona a importação e exportação em SC

Rota cargueira entre Florianópolis e Miami (EUA) deve tornar o transporte mais ágil para o setor produtivo do estado, além de impactar toda a cadeia econômica envolvida

0
145
Primeira rota cargueira entre Santa Catarina e os EUA foi inaugurada recentemente no aeroporto de Florianópolis

Santa Catarina inaugurou recentemente a primeira rota de transporte aéreo de cargas entre Florianópolis e Miami (EUA). Com isso, o estado poderá importar e exportar produtos para o mercado norte-americano de forma direta, acessível e com mais agilidade. Para Sandro Marin, diretor da Tek Trade, empresa especializada em comércio exterior com sede em Balneário Camboriú, a novidade impacta principalmente os setores produtivos da indústria catarinense, que ganham velocidade no processo.

Até então, produtos importados dos Estados Unidos via aéreo, normalmente desembarcavam nos aeroportos de São Paulo ou de Curitiba e eram enviados para Santa Catarina via trânsito aduaneiro, de forma rodoviária ou aérea.

“Isso leva um ou dois dias, às vezes até mais dependendo da apreciação da Receita Federal no primeiro aeroporto, o que impacta em um tempo maior para a carga chegar até o nosso estado, onde é finalizado o trânsito aduaneiro, em caráter obrigatório para utilizar o benefício fiscal local. Para uma empresa que precisa de peças de reposição para um maquinário parado, por exemplo, esse tempo pode significar muito. Por isso, ter uma rota direta para Santa Catarina é estratégico para toda a economia, sem falar na possibilidade de estender a rota para os passageiros norte-americanos, visando o turismo para nosso estado”, explica Marin.

A rota de carga aérea também deve impulsionar outros setores como o de tecnologia. A Tek Trade importa, há 10 anos, duas marcar americanas de impressoras 3D, além de robôs de telepresença. “Com a possibilidade de desembarcar diretamente no estado, o processo de importação se tornará mais eficiente e rápido. Outro exemplo é o setor da moda, que terá um impacto bastante positivo, pois muitas redes de lojas transportam tudo por aéreo, a moda é dinâmica e requer muita velocidade”, esclarece Marin.

Desenvolvimento da economia

A nova rota, além de facilitar o processo, reflete em toda a cadeia produtiva de Santa Catariana. Segundo o executivo da Tek Trade, o estado possui benefícios fiscais e, por isso, muitos produtos acabam sendo distribuídos a partir de Santa Catarina. Com isso, setores como o de transporte terrestre, armazenagem, logística, despacho aduaneiro, comércio no mercado interno, entre outros, são favorecidos, movimentando a economia como um todo.

A expectativa também é grande com relação ao aeroporto de Navegantes, no litoral norte catarinense. Recentemente, o local passou por uma reforma na área de embarque e desembarque de passageiros e, futuramente, também deve ser ampliado para receber aviões maiores e, quem sabe, entrar na rota internacional de carga aérea.

“Qualquer facilitador em termos de logística, tanto de pessoas quanto de cargas, faz com que a economia cresça como um todo. Vários segmentos são beneficiados com o aeroporto de Florianópolis e com a expansão de Navegantes”.

Sobre a Tek Trade

A Tek Trade é uma empresa catarinense e atua há mais de 10 anos no ramo de importação e exportação no Brasil. É membro fundador do Sindicato das Empresas de Comércio Exterior do Estado de Santa Catarina (Sinditrade). Com milhares de operações realizadas com sucesso, a Tek Trade detém todo o conhecimento necessário para operar em comércio exterior com eficiência atendendo de micro a grandes companhias.