FloripAmanhã promove bazar com mercadorias apreendidas pela Receita Federal

O objetivo é arrecadar recursos para viabilizar a manutenção da entidade e apoiar vários projetos sociais em benefício dos moradores da cidade

0
328

Eletroeletrônicos, brinquedos, artigos de vestuário, cosméticos e outras mercadorias apreendidas pela Receita Federal serão vendidas do dia 3 de novembro (uma terça-feira) até dia 6 de novembro (sexta-feira) para apoiar as atividades e projetos sociais da Associação FloripAmanhã.

O objetivo é arrecadar recursos para viabilizar a manutenção da entidade e apoiar vários projetos sociais em benefício dos moradores da cidade. Organizado por voluntários, o evento vai se realizar no Centro, das 9h às 18h, em espaço nos fundos da empresa Casas da Água, que apoia a iniciativa, junto com a Folha Stands e a Orsegups Participações.  

“A FloripAmanhã é uma organização sem fins lucrativos que vive das contribuições de seus cerca de 60 associados, mas elas não são suficientes para cobrir as nossas despesas”, explica a presidente da associação, Anita Pires. “O dinheiro arrecadado vai ajudar a manter projetos como a capacitação em gastronomia para moradores do maciço do Morro da Cruz, parceria com o padre Vilson Groh, e outros de apoio à cadeia produtiva da gastronomia local, que enfrenta um momento complicado por causa da pandemia”.

Outros parceiros importantes nos projetos da Associação são as três universidades da região metropolitana de Florianópolis – UFSC, Udesc e Unisul – , o Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC), a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), o Sebrae e o Senac. Juntas, as organizações criaram uma rede para levar iniciativas inovadoras de inclusão social dos moradores mais necessitados. Entre as iniciativas que estão começando agora, inclui-se um projeto para a valorização da agricultura familiar.  E na gestão do Programa Florianópolis Cidade UNESCO da Gastronomia, além das entidades já citadas, ainda participam Floripa Convention, SHRBS, Abrasel, Fecomércio, Sesc e Conselho de Regional de Nutricionistas da 10ª Região – CRN10.

Protocolos sanitários

Todos os protocolos sanitários de prevenção da covid-19 serão observados no bazar, tais como como uso obrigatório de máscara em tempo integral, higienização das mãos com álcool em gel, distanciamento social e limitação do número de pessoas presentes simultaneamente no ambiente. O endereço do local é Rua Francisco Tolentino, 591, nos fundos das Casas D´Água, mas a entrada e saída será pela esquina da rua Bento Gonçalves com a rua Frederico Rola.

Os pagamentos devem ser feitos preferencialmente com cartão de crédito ou débito, no valor máximo de R$ 700 por pessoa. Caso algum produto ultrapasse esse valor, a compra ficará restrita a uma unidade.

Veja os limites quantitativos e qualitativos para cada um dos itens à venda

Item limite QUANTITATIVO limite QUALITATIVO
Brinquedos 15 unidades no máximo de 03 unidades por tipo
Artigos de bazar 15 unidades no máximo de 03 unidades por tipo
Eletroeletrônicos 02 unidades 02 unidades
Relógios de pulso 05 unidades 05 unidades
Instrumentos musicais 01 unidade 01 unidade
Vestuário 12 unidades no máximo de 03 unidades por tipo
Perfumes e cosméticos 05 unidades no máximo de 03 unidades por tipo

Serviço

O quê: Bazar FloripAmanhã de mercadorias apreendidas pela Receita Federal

Quando: 3 a 6 de novembro, das 9h às 18h

Onde: Rua Francisco Tolentino, 591, Centro, Florianópolis (nos fundos das Casas da Água). Entrada e saída será pela esquina da rua Bento Gonçalves com a rua Frederico Rola.

Deixe uma resposta

Faça um comentário:
Digite o seu nome