Veja os bairros da Capital com maior número de focos de Aedes aegypti

Equipes de combate às endemias fazem levantamento de índices de Aedes Aegypti

0
182

As Equipes de Combate às Endemias da Prefeitura de Florianópolis realizaram do dia 4 ao dia 16 de novembro o LIRAa, Levantamento de Índice Rápido de Aedes aegypti. O levantamento é indicado pelo Ministério da Saúde.  Foram realizadas 7.098 visitas domiciliares.

No total 81 focos de Aedes aegypti foram encontrados durante a ação. Os depósitos com predomínio do mosquito foram: vasos e pratos, lixo e bromélias. Esse é o primeiro ano do levantamento de dados de infestação de Aedes aegypti em que os depósitos naturais aparecem com destaque. As bromélias domesticadas que acumulam água são grandes criadouros do mosquito.

Os responsáveis pelos locais são notificados por meio de um comunicado de foco, tendo que alterar ou eliminar o depósito onde os mosquitos foram encontrados.

Os bairros com maior números de focos foram: Saco dos Limões, Costeira do Pirajubae, José Mendes, Carvoeira, Pantanal, Trindade, Santa Mônica e Córrego Grande.

A equipe orienta que a população dedique 10 minutos na semana para eliminar e alterar depósitos que possam reter água por mais de 5 dias e receba as equipes de campo de agentes de combate às endemias. Com a visita é possível evitar ou diminuir os riscos da dengue na Capital.