Técnico de UTI é o 1º colaborador do Hospital Baía Sul a receber a vacina contra a Covid-19

Cezar trabalha no hospital desde 2017 e está na linha de frente do combate à Covid-19 desde o início da pandemia.

0
146

Cezar Augusto Florêncio Maydano foi o primeiro colaborador do Hospital Baía Sul a receber a dose da vacina contra o Coronavírus, a CoronaVac, nesta terça-feira, 19 de janeiro. Cezar trabalha como técnico de UTI no Hospital desde 2017.

Ele está na linha de frente do combate ao Coronavírus no Hospital Baía Sul desde o início da pandemia, e lembra do primeiro paciente internado na UTI de Covid que, após 63 dias, se recuperou e deixou o Hospital. “Foi muito gratificante saber que, de alguma forma, participei dessa recuperação. O mérito não é só meu, é de médicos, do pessoal da higienização, do pessoal da copa, de todos”, ressalta.

Ele conta que sempre encarou a doença sem medo, já que sabe a importância do seu trabalho. “A minha preocupação maior é fazer o meu trabalho e voltar para a minha casa e não passar a doença para o meu filho e minha esposa. Meu trabalho ali é tão importante que, em um domingo no qual os ônibus não estavam circulando por causa da pandemia, andei 10 km da minha casa até o trabalho”, conta. Cezar pega o transporte especial da saúde para chegar ao Hospital Baía Sul, mas decidiu ver quanto tempo levaria seu trajeto a pé porque queria estar preparado caso algum dia não houvesse mais meios de transportes
coletivos, devido à pandemia.

Em julho de 2020, ele contraiu a Covid, quatro dias antes de entrar de férias. Foi assintomático e realizou a quarentena em casa, afastado também da esposa e do filho, e após os 14 dias isolado, voltou a trabalhar. Minutos antes de receber a vacina ele relatou sentir gratidão e alegria. “A vacina é algo que é para todos, para que possamos continuar com a nossa saúde como era antes, coisa que hoje valorizamos. A gente jamais achava que ia precisar usar máscaras na rua, e hoje damos tanto valor àqueles minutinhos que podemos ficar sem máscara. Eu quero que não só eu, como o estado, o país, a nação
inteira seja vacinada”, comenta.

A coordenadora das Unidades de Terapia Intensiva do Hospital Baía Sul, Fabiana Ferreira Bomente, foi quem aplicou a vacina em Cezar. Ela relata admiração e reverência pela equipe da operação. “Eles lutaram de forma muito valente durante todos esses meses para atender centenas de pacientes, meu sentimento é de reconhecimento, mérito e gratidão por eles. É difícil colocar em palavra essa experiência de estar tão perto dos pacientes, dos familiares, das perdas, dos lutos. É um farol voltado para dentro”, ela conta.

Dr. Sérgio Marcondes Brincas, diretor presidente do Hospital Baía Sul, reforça a importância do momento. “Após mais de dez meses realizando um trabalho incansável, finalmente os profissionais de saúde do nosso estado começam a receber as primeiras doses da vacina contra a Covid-19. No Hospital Baía Sul, profissionais da UTI, que atuam na linha de frente do combate a essa doença, foram os primeiros a receber a dose; essa escolha simbólica é uma maneira de reconhecer e de agradecer a esses profissionais, que ao longo dos últimos meses se doaram completamente”, relata.