SC recebeu mais 144,7 mil doses de vacinas nesta quinta (8)

Com o novo lote, o Estado já recebeu mais de 1,47 milhão de doses desde 18 de janeiro até agora

0
218

Chegaram a Santa Catarina na manhã desta quinta-feira (8) mais 144.700 doses de vacinas, sendo 75.500 da AstraZeneca/Fiocruz e 69.200 da Coronavac. A distribuição aos municípios inicia à tarde. Com o novo lote, o Estado já recebeu mais de 1,47 milhão de doses desde 18 de janeiro até agora.

A carga chegou ao Aeroporto de Florianópolis às 8h40. Do terminal, foram encaminhadas para a Central Estadual de Rede de Frio da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive), em São José, onde será feita a conferência e organização da logística para iniciar a distribuição para as regiões.

As centrais regionais da Grande Florianópolis, Joinville, Jaraguá do Sul, Mafra, Tubarão, Criciúma, Araranguá, Blumenau, Itajaí, Lages e Rio do Sul retiram as doses já nesta quinta, a partir das 13h. Na sexta (9), pela manhã, o avião do Corpo de Bombeiros Militar levará as doses para as centrais de Chapecó, São Miguel do Oeste e Xanxerê. As doses para as centrais de Videira, Joaçaba e Concórdia seguem via terrestre também na sexta.

“Mais uma vez, o Estado de Santa Catarina cumpre com o compromisso de levar as doses da vacina contra a Covid-19 a todos os municípios catarinenses no menor tempo possível. A distribuição para todas as centrais regionais será iniciada em menos de 24 horas após o recebimento das doses”, ressalta o diretor da Dive/SC, João Augusto Brancher Fuck.

O lote será destinado a profissionais de saúde, idosos e trabalhadores da segurança pública e salvamento. Além de garantia para segundas doses para grupos que já receberam a primeira, parte deste lote também será destinado para vacinação com primeira dose no grupo de idosos de 65 a 69 anos.

Segurança

Como são poucas doses, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) definiu os seguintes critérios para trabalhadores da segurança e salvamento:

– trabalhadores envolvidos no atendimento e/ou transporte de pacientes;

– trabalhadores envolvidos em resgates e atendimento pré-hospitalar;

– trabalhadores envolvidos diretamente nas ações de vacinação contra a Covid-19;

– trabalhadores envolvidos nas ações de vigilância das medidas de distanciamento social, com contato direto e constante com o público, independente da categoria.

Além dos policiais militares, policiais civis e bombeiros militares, deverão ser vacinados nesta etapa os guardas municipais, policiais federais e membros das Forças Armadas que atuam no apoio ao Estado e aos municípios na linha de frente ações de enfrentamento à Covid-19. Posteriormente, os demais profissionais de segurança e salvamento e forças armadas serão incluídos na vacinação.

Com informações da Rede Catarinense de Notícias.

Deixe uma resposta

Faça um comentário:
Digite o seu nome