Angolano é preso em flagrante em São José, suspeito de aplicar o Golpe do Dinheiro Preto

A prisão ocorreu na sexta-feira (16), por meio da Divisão de Investigação Criminal (DIC/PCSC) de São José

0
455

Após investigação, a Polícia Civil prendeu em flagrante um homem de 44 anos, natural de Angola, suspeito de aplicar um golpe conhecido como “golpe do Dinheiro Preto”. A prisão ocorreu na sexta-feira (16), por meio da Divisão de Investigação Criminal (DIC/PCSC) de São José.

O homem, que reside na cidade de São Paulo, percorria os Estados escolhendo suas vítimas, em geral pessoas que pretendiam vender produtos de alto valor e/ou colocavam suas empresas à venda, geralmente em sites da internet.

A partir do primeiro contato com a vítima, ele se mostrava interessado no produto ou na empresa à venda, propondo o pagamento em moeda “pintada”.

Para tanto, o homem, que é estrangeiro, fazia a vítima crer que referidas notas eram verdadeiras, mas que foram pintadas apenas para passarem pela alfândega brasileira sem serem detectadas. Porém, para que essa tinta fosse extraída das notas era necessário colocá-las em uma solução química junto com algumas notas verdadeiras.

Segundo o Delegado de Polícia Willian Salles, o homem dizia às vítimas que, para fazer determinado número de notas virarem notas neste processo, teria que ter notas verdadeiras. “Ele dizia que para transformar R$ 5 milhões em notas verdadeiras ele precisaria R$ 50 mil em notas de cem verdadeiras, o que na verdade se tratava de um golpe”, afirma o Delegado. Há suspeitas, conforme o Delegado, de vítimas no interior de Santa Catarina e em São Paulo.

Na sexta-feira, ele foi monitorado pelos policiais civis, que o abordaram e o prenderam em flagrante no momento em que iniciava os “ditos” procedimentos químicos para lavagem das notas, que na verdade nada mais eram do que cópias em preto e branco de notas verdadeiras.

Após a prisão, ele foi conduzido até a CRPP para os procedimentos e ficou à disposição das autoridades judiciárias.

WhatsApp Image 2021 04 16 at 19.20.39 1

Deixe uma resposta

Faça um comentário:
Digite o seu nome