Florianópolis lança campanha “Agosto Lilás” para incentivar a denúncias de violência doméstica

A campanha utiliza o mês de agosto, que marca os 15 anos da Lei Maria da Penha, para incentivar a denúncia em casos de violência doméstica

0
160

No dia 02 de agosto, a Prefeitura de Florianópolis, por meio da Coordenadoria Municipal de Políticas Públicas para a Mulher e Fundação Somar, lança a campanha “Agosto Lilás”, com a temática “Não Mascare a Agressão – a vacina contra a violência doméstica é a denúncia”. A campanha utiliza o mês de agosto, que marca os 15 anos da Lei Maria da Penha, para incentivar a denúncia em casos de violência doméstica.

Durante todo o mês, serão realizadas ações digitais, em órgãos públicos e em comunidades para esclarecer a importância da denúncia e apresentar as redes de acolhimento à mulher vítima de violência no município. Alguns exemplos de atividades são a instalação de uma defensoria especializada no atendimento à mulher em situação de violência; atividades de conscientização nas comunidades por meio de “Agentes Multiplicadores da Cidadania”; roda de conversa com a Rede Catarina da Polícia Militar na Passarela da Cidadania e o lançamento do “Podcast Lei Maria da Penha em Áudio” que busca trazer acessibilidade à lei por meio das plataformas de digitais de áudio.

“Queremos que as vítimas entendam a violência que sofrem e se sintam seguras para saírem dessa situação, mas também mostrar que a denúncia é um compromisso de toda a sociedade. Precisamos fortalecer a ideia de que em briga de marido e mulher, se mete a colher sim, e se denuncia”, explica Cleuse Soares, Coordenadora Municipal de Políticas Públicas para a Mulher.

Em homenagem à campanha, a Praça XV de Novembro, no centro da cidade, receberá uma iluminação lilás durante todo o mês de agosto. Relógios de temperatura espalhados pela cidade serão ilustrados com o cartaz da campanha e uma faixa com o slogan ficará em exibição no Lago das Bandeiras, na entrada da ilha.

Serão parceiros nas atividades todas as secretarias e órgãos da Prefeitura de Florianópolis; o Centro de Referência de Atendimento à Mulher em Situação de Violência (CREMV); o Conselho Municipal dos Direitos da Mulher de Florianópolis (COMDIM); a Defensoria Pública do Estado de Santa Catarina; a Coordenadoria da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar do Tribunal de Justiça (CEVID); a Rede Catarina da Polícia Militar; a Comissão da Igualdade Racial da OAB/SC e Organizações Sociais do município que trabalham a temática sobre violência.

Confira o calendário completo das lives: www.linktr.ee/agostolilas

Acompanhe as ações pelas redes sociais: @prefflorianopolis e @cmppmulher.florianopolis