Pessoas em situação de rua participam de roda de conversa para prevenção ao suicídio

A ação foi voltada para pessoas em situação de rua que estão acolhidas no local

0
120

No dia mundial de prevenção ao suicídio a Prefeitura de Florianópolis, por meio da Secretaria de Assistência Social, promoveu na tarde desta sexta-feira, 10 de setembro, uma roda de conversa interativa na Passarela da Cidadania. A ação foi voltada para pessoas em situação de rua que estão acolhidas no local.

Na ação, os acolhidos seguraram balões amarelos onde cada um dos participantes falava sobre suas experiências. Eles foram escutados pela equipe técnica composta por assistentes sociais, psicólogos, educadores sociais, e psicopedagoga. Ao deixar que os acolhidos pudessem expor seus sentimentos coletivamente a equipe acolheu demandas e frisou que falar e ser ouvido é de grande importância.

“Todos nós queremos ser ouvidos. A história de pessoas em situação de rua é múltipla. Nem todos estão nas ruas por apenas uma causa. Essas vivências podem causar traumas muito grandes e todos nós somos importantes para a sociedade” comenta a psicóloga e secretária de Assistência Social de Florianópolis, Maria Cláudia Goulart da Silva.

Além do acolhimento, a Passarela da Cidadania oferece cursos profissionalizantes para pessoas em situação de rua como marcenaria, barbearia, confeitaria e aulas da EJA em parceria com a Secretaria de Educação. Ao todo são oferecidas cerca de 200 vagas por dia em um trabalho realizado pela Secretaria de Assistência Social em parceria com a ONG Nurrevi e Voluntários da Fundação Somar.