Procon de Florianópolis divulga tabela de preços de combustíveis que farão parte da ação deste sábado (9)

Mais um posto da Capital aderiu à medida compensatória. Equipe do Procon Municipal estará a partir das 00h01 deste sábado fiscalizando todos os estabelecimentos

0
585

Em atendimento à exigência do Procon da Prefeitura de Florianópolis, neste sábado (09), nove postos de combustíveis vão comercializar 20 mil litros de gasolinas comum e aditivada, por estabelecimento, a preço de custo.

Essa ação é em cumprimento à medida compensatória exigida pelo Procon Municipal, em razão da paralisação dos caminhoneiros e da interrupção do abastecimento de combustíveis ocorridas há um mês.

Nesta sexta, 08, mais um posto aderiu à medida, o Posto Guerreiro 24h, localizado no bairro Canasvieiras, no norte da Ilha.

Alguns postos já divulgaram os valores que estarão na bomba durante este sábado. São eles:

Região Sul:
Posto Novo Campeche (bairro R. Tavares), gasolina comum R$ 5,3279 e a aditivada R$ 5,3679
Posto Galo – Ávila (bairro Costeira), gasolina comum R$ 5,2484 e a aditivada R$ 5,2735

Região Norte:
Posto Guerreiro – 24h (bairro Canasvieiras), gasolina comum R$ 5,276 e a aditivada R$ 5,286

Região Central:
Posto 5 Estrelas – 24h (bairro Pantanal), gasolina comum R$ 5,3436 e a aditivada R$ 5,4162
Real Auto Posto (bairro Santa Mônica), gasolina comum R$ 5,5164 e a aditivada R$ 5,5764

Região Leste:
Posto Galo – 24h (bairro Lagoa), gasolina comum R$ 5,3678 e a aditivada R$ 5,4679

Três postos, que tem horário de funcionamento 24h, já serão obrigados a disponibilizar o combustível mais barato a partir 00h01 deste sábado. O Diretor do Procon Municipal, Alexandre Farias, estará presente no local para acompanhar a transição de valores. “É importante estarmos no momento da troca para garantir que a medida seja cumprida e o consumidor já possa garantir seu benefício”.

Nos outros seis postos, a fiscalização será iniciada às 06h00, horário de funcionamento destes estabelecimentos. Durante o dia de ação, o Procon Municipal irá fiscalizar mais de uma vez todos os postos participantes. Além dos valores promocionais, o órgão verificará a quantidade de frentistas, número de bombas disponíveis e dará possíveis esclarecimentos aos consumidores.

Caso o posto atinja o limite de galonagem (20 mil litros) vendido, o comércio deve entrar em contato com a equipe de fiscalização e avisar que trocará o preço. O Procon Municipal irá até o posto orientar os consumidores que estão na fila sobre a mudança de valor.

Farias reforça que essa é a primeira fase de cumprimento de pena dos infratores, uma vez que mais processos serão analisados. “Nesta situação, o processo segue e o Procon Municipal vai informar sobre a cobrança de multa ou encaminhamento ao Ministério Público de Santa Catarina e à Polícia Civil”.

CLIQUE NO ARQUIVO E VEJA OS VALORES: Tabela geral postos notificados(1)

Deixe uma resposta

Faça um comentário:
Digite o seu nome